Browse By

14 Centros de Educação Infantil de Poços estão sem coordenador em tempo integral

O alerta foi feito pela presidente do Sindserv – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Poços de Caldas, Marieta Carneiro, que criticou a demora para que seja implantada a consulta à comunidade para a nomeação de diretores dos Centros de Educação Infantil, conforme cláusula aprovada no acordo coletivo assinado em 2016.

No final do mês de agosto a presidente do Sindserv visitou algumas unidades

Segundo a presidente do Sindserv depois de meses em tramitação na Câmara Municipal, o projeto que regulamenta a matéria foi retirado pelo Executivo no último mês. A consulta deveria acontecer em outubro e agora não tem previsão alguma. Enquanto isso, os CEIs do município continuam enfrentando problemas que comprometem a atuação dos servidores, bem como a qualidade da educação e segurança dos educandos.

A cláusula 49 do Acordo Coletivo foi assinada na administração passada, em 2016. Foi reforçada em 2017 e assinada novamente em 2018. O texto prevê a criação de um processo de consulta à comunidade para nomeação de diretores para os CEIs, nos mesmos moldes dos diretores escolares, conforme vacância dos cargos, ou seja, quando os coordenadores concursados que ocupam este cargo saírem da prefeitura.

“Precisamos que esta cláusula entre em vigor o quanto antes. Esperamos o ano inteiro para que ela fosse aprovada na Câmara, o que não aconteceu. O projeto foi, inclusive, retirado pelo Executivo para algumas correções. Vimos que houve a convocação da prefeitura para consulta à comunidade com finalidade de eleger diretores das escolas, mas infelizmente não será feita consulta para diretores de CEIs”, critica Marieta Carneiro, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Poços de Caldas – Sindserv.

Para Marieta, a falha representa grande perda para todo o processo educacional devido à importância da consulta popular e nomeação desses diretores pelo prefeito num momento significativo para a educação de Poços de Caldas.

A presidente do Sindserv lembra que atualmente 14 Centros de Educação Infantil estão sem coordenadores por tempo integral. “Há supervisores que foram indicados pela Secretária de Educação ocupando estas vagas. Por este motivo a categoria vem há anos pedindo para que haja consulta popular à comunidade para o preenchimento das mesmas”, esclarece.

Agora, a entidade sindical alerta para mais este período sem diretores e o risco para todos os profissionais, tanto professores quanto demais funcionários, inclusive para as crianças. “É necessário um responsável o tempo todo nas unidades administrando o pessoal. Enquanto isso não acontece, o Sindserv continua cobrando com urgência as correções no projeto da administração e a retomada pela tramitação na Câmara Municipal”, encerra Marieta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *