Browse By

Category Archives: Roberto Tereziano

Um pouco da história de São Benedito

São Benedito é um santo italiano, nascido na Sicília em  31 de março de 1524  Filho de negros etíopes ele se tornou um eremita, (vivia isolado pelos campos) Veio uma determinação do vaticano para que todos os eremitas se ligassem a uma ordem religiosa. Aos

A LENDA DAS TRÊS PORTEIRAS

E a lenda do vale milagroso correu célere… Entre ipês floridos e aplumados pinheiros, nas margens de pedregosos ribeirões, no fundo do vale, havia uma água que nascia quente, que endireitava estropiados, limpava os tinhosos, fechava chagas e curava mazelas; e dava saúde; e dando

Revisitando Um Recanto Nada Asiático

A vida é feita de momentos e de lampejos da memória que às vezes nos surpreendem. Tempos atrás fui pego de surpresa com a notícia da destruição de uma casa típica de um dos nossos logradouros por um incêndio. Na minha memória ocorreu um choque

Poços 145 anos – O Povoado cresceu rapidamente

Poços 145 anos – O Povoado cresceu rapidamente O progresso urbano e o crescimento das atividades turísticas atraíram para Poços de Caldas muitos negociantes. Desenvolveu-se na cidade um comércio variado, abarcando desde produtos de primeira necessidade a artigos finos importados, que logo a transformaria num

Poços 145 Anos – Uma Cidade Modelo

Poços  145 Anos – Uma Cidade Modelo No início do século XX, Poços de Caldas tinha cerca de 600 imóveis e sua população ultrapassava três mil pessoas. Com ruas retas e amplas, a malha urbana era uma das mais perfeitas do interior do país. Compunham-na

Verticalização e o futuro de Poços de Caldas

Até o raiar do ano de 1950 Poços de Caldas era, praticamente, uma cidade de construções de poucos andares, praticamente, uma cidade plana que apenas se alterava com a variação geográfica natural do solo. Poucos eram os prédios com mais de três ou quatro andares.

Sobre reencantar as águas caldenses

Stélio Marras * Tenho a impressão de que quando nos colocamos hoje na tarefa de pensar o que pode vir a ser, num futuro próximo ou mais distante, o turismo de uma cidade, como Poços de Caldas, na vinculação com suas águas especiais, essa tarefa

NÃO TEMA O CINEMA

Mesmo castigado pela seca fiscal, o GDF/Secretaria da Cultura produziu farta e bela festa de 50 anos do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (15/24 setembro). Temer, o Impopular – bode expiatório e sequela institucional da crise do populismo brasileiro – tal como previsto, foi